Notícia Seca prefeitura
HUMOR DOCUMENTÁRIO CRÔNICAS CULTURA GERAL JORNAL DE PREÇOS VÍDEOS MEIO AMBIENTE CIDADES ECONOMIA EDUCAÇÃO SAÚDE
Boa tarde - Itabira, domingo, 15 de setembro de 2019   NOTÍCIA SECA CONTATO

MEIO AMBIENTE  
CIÊNCIA DESCOBRE QUE PODE EXTRAIR ÁGUA DO AR
Máquina de Israel tem similar em São Paulo 06/11/2018

Agora o Brasil também vai ter o que Israel abre para o mundo: máquina que extrai água do ar. Imagine se você pudesse saciar sua sede com uma água que não se origina de um rio, fonte ou lago, mas que vem diretamente do céu azul, do ar que te rodeia. Isso pode soar como um filme de ficção científica, mas já é uma realidade, e é potencialmente para todos.
 
A nova tecnologia, desenvolvida pela Watergen, uma empresa de tecnologia sediada em Israel, está atualmente sendo exibida na capital do Vietnã, Hanói e se espalhar pelo mundo.
 
E é assim que funciona a magia ar-água dentro da máquina: o gerador de água atmosférica absorve o ar ambiente através de um filtro e o resfria até seu ponto de orvalho, extraindo água através da condensação. A água é então purificada, mineralizada e está pronta e segura para beber.
 
ÁGUA POTÁVEL EM QUALQUER LUGAR
 
O gerador de média escala GEN-350 da Watergen pode produzir uma média de 600 litros de água potável por dia. Ele vem com um reservatório embutido e um sistema de tratamento de água. 
 
No Vietnã, com sua alta umidade do ar, a máquina pode extrair ainda mais água, diz o presidente da Watergen, Michael Mirilashvili: "Aqui no Vietnã, nos três locais onde testamos a tecnologia, ela se saiu melhor do que esperávamos". 
 
Uma unidade de grande escala pode extrair até 5000 litros por dia. Ela é projetada para fornecer água para aproximadamente 2500 pessoas por dia, e pode ser instalada em um telhado e conectada diretamente à rede de água do edifício. 
 
Um pequeno gerador, GENNY, pode fornecer água potável para residências e escritórios, e gera de 25 a 30 litros por dia. As máquinas só precisam de infraestrutura elétrica para operar e podem ser instaladas em qualquer lugar. 
 
A Watergen quer levar sua tecnologia ainda mais longe: "Nossos cientistas já desenvolveram a tecnologia que implementa a tecnologia de núcleo Watergen dentro de carros, ônibus, trens e todos os tipos de transporte", diz Mirilashvili. 
 
O veículo em movimento irá gerar a energia para o gerador de água atmosférica, para fornecer água potável em qualquer lugar, a qualquer hora. 
 
Mirilashvili também destaca que o uso de geradores de água atmosférica pode reduzir drasticamente o lixo plástico.
AR RESOLVE PROBLEMA DE SECAS
 
No Vietnã, país que ainda sofre com escassez e má qualidade da água, a demanda por soluções de água limpa está aumentando, disse o embaixador de Israel no Vietnã, Nadav Eshcar. 
 
"O Vietnã é um dos países mais afetados pelo aquecimento global, e vem sofrendo com as secas na região Sul e Central nos últimos tempos. Em Israel, já temos soluções, que estamos apresentando aqui", afirmou Eshcar. 
 
O gerador da Watergen já está em uso em vários lugares ao redor do mundo, como Índia, Estados Unidos, América Latina, China, Rússia e vários países africanos. Também está sendo listado como um dos pioneiros da tecnologia de 2018 pelo Fórum Econômico Mundial. 
 
O gerador de água apresentado no evento "Israel no coração de Hanói" é um presente da Watergen para o Comitê Popular de Hanói. Ele estará em exposição no centro da cidade por um mês, permitindo que os cidadãos de Hanói tomem um gole do céu. 
 
A exposição coincide com uma comemoração dos 25 anos das relações diplomáticas entre Israel e o Vietnã.
 
PAULISTA TAMBÉM TIRA ÁGUA DO AR
 
Se a água é formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, para produzi-la bastaria conseguir os três elementos e uni-los? A natureza não funciona bem assim, mas Pedro Ricardo Paulino, um engenheiro de Valinhos, localizada a 85 km de São Paulo, desenvolveu uma máquina capaz de produzir água a partir do ar.
 
Todo mundo sabe que água é um bem precioso, mas em tempos de crise isso pode ser sentido na pele. Com isso, mais do que nunca, a Waterair é um sucesso na região. Para funcionar, o sistema captura o ar ambiente, condensando as moléculas de água e passando-as por um filtro especial e por tratamento com raio ultravioleta.
 
A água produzida é tão pura que é usada até mesmo em tratamentos com hemodiálise. Para ser consumida, no entanto, ela passa por um segundo filtro, que adiciona os sais minerais necessários. Vale mencionar que, para não deixar o ar do ambiente completamente seco, a máquina para de funcionar quando detecta a umidade em menos de 10%.
 
Tudo o que você precisa para ter água em casa, então, é de ar e de uma tomada. Segundo o engenheiro, o gasto de energia elétrica para produzir mil litros de água na Waterair é de R$ 170 – a Sabesp distribui a mesma quantidade de água por R$ 7,25. No fim das contas, não se trata de uma alternativa exatamente barata ou ideal, devido ao gasto de energia, mas é uma solução para quem precisa de água potável em tempos de crise.
 
 
AFP - Agence France-Presse
 
Fotos: Divulgação
 
1. Máquina israelense
 
2- Engenheiro paulista Pedro Ricardo Paulino
 
3-  Máquina paulista

 

 

Nude
 
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE! E-mail: contato@noticiaseca.com.br
Notícia Seca 2019. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvedor: SITE OURO